MUSICAL TERRAS POTIGUARES NEWS

RELÓGIO

ENQUETE PARA AS PESSOAS RESIDENTES NO DISTRITO DE SOLEDADE

ENQUETE  PARA AS PESSOAS RESIDENTES NO DISTRITO DE SOLEDADE

VOCÊ DE SOLEDADE É CONTRA OU A FAVOR DA EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DA VILA DE SOLEDADE?

ENQUETE PARA AS PESSOAS RESIDENTES NO MUNICÍPIO DE APODI

ENQUETE PARA AS PESSOAS RESIDENTES NO MUNICÍPIO DE APODI

APODIENSE VOCÊ É A FAVOR OU CONTRA A EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DE SOLEDADE

MUNICÍPIOS POTIGUARES

quarta-feira, 26 de junho de 2013

CAPELA DE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA - SOLEDADE

A CAPELA DE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA, NA VILA DE SOLEDADE.APODI-RN, ERGUIDA EM 1961

PREFEITURA MUNICIPAL DE APODI

PRAÇA FRANCISCO PINTO, APODI-RN

SESP SOLEDADE

EM CONSTRUÇÃO
INAUGURADA EM 1997, PELO PREFEITO VANDINHO MARINO, SOEDADE, APODI-RN

EDUARDO TARGINO

PRAÇA JOÃO TARGINO DE FREITAS

SOLEDADE, INAUGURADA EM 1997

JOÃO TARGINO DE FREITAS

NATURAL DE APODI

ESCOLA ESTADUAL MARIA ANALIA DE OLIVEIRA

antiga Escola Isolada do Sítio João Pedro, criada pela Lei Estadual nº  2.112, de 19 de novembro de 1957, sancionada pelo então presidente da Assembléia Legislativa do Rio Grande do Norte, que foi instalada em 16 de março de 1960, que teve como primeira professora senhora MARIA ANALIA DE OLIVEIRA, que ensinou nesse escola até 25 de fevereiro de 1980, quando passou o cargo para a professora RAIMUNDA NONATA DA SILVA RÊGO, nasceu na povoação de João Pedro, município de Apodi, em 2 de março de 1960 e faleceu no dia 2 de outubro de 2011, filha de José Francisco da Silva, natural de Apodi, nascido em 19 de março de 1927, filho de João Francisco de Lima e de Francisca Paulina da Silva; e de Sebastiana Menezes da Silva, natural de Apodi, nascida em 6 de abril de 1927, filha de Pedro Barbosa de Menezes e de Júlia Francisca da Conceição

MARIA ANALIA DE OLIVEIRA

CASADA COM JONAS LOPES DE OLIVEIRA

MARIA ANALIA DE OLIVEIRA

CASADA COM JONAS LOPES DE OLIVEIRA

ESCOLA MUNICIPAL FRANCISCO TARGINO DA COSTA

CRIADA EM 8 DE AGOSTO DE 1984, QUE TEVE COMO PRIMEIRO DIRETOR A PESSOA DE  FRANCISCA CLOTILDE CÂMARA

FRANCISCO TARGINO DA COSTA, PATRONA DA ESCOLA MUNICIPAL DE SOLEDADE

Francisco Targino da Costa, natural do município de Patu-RN, nascido em 17 de junho de 1863 e faleceu na povoação de Soledade no dia 10 de gosto de 1966, com 103 anos de idade. Foi sepultado no Cemitério São João Batista, na cidade de Apodi e posteriormente seus restos mortais foi exumados e transladado para para o Cemitério da Vila de Soledade. Era filho de Francisco Bernardo e Francisca Targino. Casou-se em primeiras núpcias em 1886, na cidade de Patu. Ficando viúvo, no início do século XVIII deixa a sua terra natal e transferiu para o município, mas precisamente para  a região da Soledade, chegando nas brutas matas virgens no dia  28 de outubro de 1898, encontrando nas imediações apenas três casas de propriedades das seguintes pessoas: JOSÉ AVELINO, MANOEL DOS PILÕES e NENEN PARTEIRA. Casou-se em segundas nupcias com LUZIA TARGINO DE OLIVEIRA COSTA, Francisco Targino é considerado o fundador da atual Vila e futura cidade de Soledade.
FONTE - RITA TARGINO DE FREITAS, NATURAL DA SOLEDADE, NASCIDA A  9 DE ABRIL DE 1946, FILHA DE  EDUARDO TARGINO E DE MARIA DE FREITAS, CASADA COM LEONILDES DE OLIVEIRA, NATURAL DE CARAÚBAS, NASCIDO A 13 DE JUNHO DE 1946, FILHO DE  JOSÉ CASSIMIRO DE ABREU E DE MARIA NUNES DA COSTA

ESCOLA ESTADUAL ANTONIA ALVES DE LIMA - SOLEDADE

         Situada na Rua Joaquim Ferreira de Moura, s/nº, no Distrito de Soledade, no município de Apodi-RN, foi instalada no dia 8 de fevereiro de 1947, com a denominação de Escola Isolada de Soledade, cujo nome perdurou até 23 de julho de 1999, através do decreto n° 14497, de 23 de julho de 1990 e publicado no Diário Oficial nº 9553, de 24 de julho.
    A primeira professora dessa escola foi ANTONIA ALVES DE LIMA que permaneceu no cargo por quase 30 anos, passando o bastão para sua filha FRANCISCA DAS CHAGAS TARGIN.
    Em 1990 esse estabelecimento de ensino deixou de ser denominado de Escola Isolada para ESCOLA Estadual, que teve como primeiro diretor a pessoa de EILSON HOLANDA TARGINO
A escola funciona, desde 1976, em um prédio cedido por dona ANTONIA TARGINO DA COSTA
EX-DIRETORES:
1 – EILSON HOLANDA TARGINO 1990
2 – FRANCISCO GALVÃO DE SENA – 2000
3 – ANTONIA MARTA SOBRINHA – 2006

4 – INÊZ ODILIA NETO – 2007

ANTONIA ALVES DE LIMA - PATRONA DE ESCOLA ESTADUAL DE SOLEDADE


ANTONIA ALVES DE LIMA, conhecida popularmente por “dona TOINHA DE GOGÓ”,  nasceu no Sítio Córrego, município de Apodi-Rn, nascida a 8 de novembro de 1917  e faleceu no dia 6 de dezembro de 1978, filha de  Juvino Brás de Lima e Raimunda Florinda da Conceição. Era casada com RAFAEL ARCANJO DE LIMA 1909 – 1980). Desse consórcio houve 4 filhos: RAIMUNDO NONATO DE OLIVEIRA (18/06/1939, IRENE MARQUES DE OLIVEIRA, GERALDA ALVES DE OLIVEIRA e FRANCISCA DAS CHAGAS TARGINO, conhecida por Dona Caquica, nascida a 23 de junho de 1948, casada com EDUARDO TARGINO FILHO, nascido a 16 de setembro de 1945, filho de Eduardo Targino da Costa   e de Maria Joana de Freitas, mãe de cinco filho, residente na Vila de Soledade, Apodi-RN, que, por sua vez, fez parte do quadro funcional da Escola Estadual Professora Antonia Alves de Lima. Ela iniciou sua carreira pedagógica em sua terra natal e em 8 de fevereiro de 1948 passou a lecionar na Escola Isolada de Soledade, tendo sido a primeira professara desse estabelecimento de ensino. Tinha como principal hábito o da leitura

MUSEU DE SOLEDADE

Museu de Soledade, na Rua Principal do Distrito, é aberto de terça a 

domingo, das 7 às 12 horas e das 14 às 17 horas. 

Telefone: (84) 3333-1017.

FM LAGOA - SOLEDADE-RN

A FM LAGOA, 87,7 MHZ, NA RUA PRINCIPAL DA VILA DE SOLEDADE, MUNICÍPIO DE APODI, PERTENCENTE A ASSOCIAÇÃO DE PROTEÇÃO E PRESERVAÇÃO DO VALE DO APODI, FUNDADA EM 27 DE NOVEMBRO DE 2009. COMO DIRETOR A PESSOA DE CASTELO MORAIS

AURELIANO FERNANDES DE MORAIS, DIRETOR DA FM LAGOA DE SOLEDADE

 Conhecido popularmente por “CASTELO MORAIS”, natural de Apodi-RN, nascido a 3 de maio de 1966, filho de Zacarias Fernandes de Morais e Rita Neuza de Morais. Realizou seus estudos, ensino médio e magistério em Apodi. Atuou no ramo farmacêutico com sua Farmácia na Rua Nossa Senhora da Conceição, no antigo prédio onde funcionou a TELERN, hoje pertencente ao pastor José Maria da Silva. É locutor, já trabalhou  nas FM’s CIDADE, fundada em 25 de novembro de 1998, de Fábio Soares; e Lagoas, fundada em 23 de agosto de 1998, de Tibúrcio Marinho..É casado com Maria Divonete P. de Morais, com os seguintes filhos: Aurélia Daniela e Monique Graciela. É evangélico, membro da Igreja de Cristo de Apodi. Exerceu a função de Secretário Municipal de Urbanismo e Transportes na gestão do então prefeito Evandro Marinho. Atual diretor da FM Lagoa de Soledade, inaugurada no dia 27 de novembro de 2006

CEMITÉRIO PÚBLICO DE SOLEDADE

ENTRADA E INTERIOR DO CEMITÉRIO PÚBLICO DA VILA DE SOLEDADE, MUNICÍPIO DE APODI-RN

MAIS

terça-feira, 25 de junho de 2013

CONHEÇA HISTORICAMENTE O LAJEDO DE SOLEDADE EM APODI-RN


As Rochas do Lajedo de Soledade, mais de 700 visitantes por mês num dos maiores sítios arqueológicos do pais já foi tema de documentário de 30 minutos na BBC de Londres. Ocupou páginas de revistas e jornais de circulação nacional e internacional. Foi tema de inúmeras reportagens na TV e em vários outros veículos de comunicação do Brasil. É fonte inesgotável de conhecimento científico para centenas de pesquisadores, inclusive as mais respeitadas do mundo. Recebe, por mês, até 700 visitantes, dos quais 90% são estudantes e professores.

O Lajedo de Solenidade, que antes era conhecido como Letreiros de Soledade, está entre os maiores sítios arqueológicos do Brasil, reconhecido hoje no mundo inteiro, especialmente pela comunidade científica. Porém, há menos de 50 anos, a região da Chapada do Apodi, onde está localizado, era apenas um local ideal para extração de pedra calcária para fabricação de cal e calçar as ruas da cidade de Apodi. Ou seja, não se reconhecia o valor científico, histórico e cultural das áreas rochosas chamadas Urubu, Araras e Olho D'água.

A primeira é conhecida por Urubu por ter formações rochosas escuras, pontiagudas e várias cavernas. A segunda, por ter gravuras feitas há centenas de anos, muitas parecidas com araras, nas áreas abertas pela força das águas no decorrer dos séculos. A terceira, por ter olho d'água aflorando em várias partes. Nas três são encontrados ossos calcificados de animais que viveram há mais de 100 milhões de anos.

Os geólogos Geraldo Gusso e Eduardo Bagnoli foram os primeiros a pesquisarem de fato o lajedo. Foram eles quem ajudaram na demarcação de 10 hectares das áreas de formação rochosa com maior valor científico e cultural, em 1988", conta Dodora, que na década de setenta já se pensava no local para desenvolver a região a partir do turismo ecológico ou científico.
De 1990 a 1993, através do geólogo Eduardo Bagnoli, a Petrobras passou a investir no local. Construiu museu, capacitou 10 (dez) guias e ajudou Dodora a criar a Fundação Amigos do Lajedo de Soledade (FALS) para administrar os recursos. Em 2001, o Geólogo Bagnoli e o guia Adailton Targino elaboraram um projeto que culminou com a FALS ganhando o prêmio Von Martius da câmara de comércio Brasil/Alemanha. Em 2002 começou a implantação da segunda etapa do projeto, que consistiu em capacitar os moradores a produzir artesanato e foi construído o Centro de Atividades do Lajedo. Mesmo sem um posto policial ou estrutura de saúde adequada, o Lajedo de Soledade recebeu mais de 80 mil pessoas de 1993 a 2009.
Adailton Targino presidente da FALS conta que mais de 90% das pessoas que visitam o Lajedo são estudantes secundaristas e universitários do Rio Grande do Norte, Ceará, Paraíba e Pernambuco. "Em média, recebemos de 600 a 700 visitas/mês. Temos estrutura para receber até dois mil/mês, se for feita reserva", conta Cláudio Sena, lembrando que hoje o principal aliado da FALS pela preservação do Lajedo é a comunidade

LAJEDO DE SOLEDADE

O clima é semi-árido e a temperatura elevada. Caminhar sobre os lajedos, no interior do Rio Grande do Norte, é uma atividade exaustiva, mas todo o esforço é recompensado pela paisagem exótica e única, que esconde fauna e flora peculiares, fósseis, cavernas a serem exploradas em cada fenda que se forma na cobertura de calcário, além de muita história deixada na forma de pinturas rupestres pelos primeiros habitantes da região.

Com extensão aproximada de 1 km² e localizado no distrito de Soledade, a cerca de 8 km a noroeste da cidade de Apodi, que fica a 76 km de Mossoró e 420 km de Natal, o sítio arqueológico do Lajedo de Soledade é um dos monumentos geológicos do Rio Grande do Norte. Depois de uma grande atividade de extração de cal, levando à parcial destruição do lajedo, a área passou por uma intervenção de geólogos da Petrobrás, pesquisadores e da comunidade local, que conseguiu salvar o Lajedo de Soledade no início da década de 90. Atualmente, a área é protegida por leis federais, estaduais e municipais, sendo um patrimônio do povo de Soledade e é aberta à pesquisa e visitação turística.

Em 1993, a Fundação Amigos do Lajedo de Soledade (FALS) conseguiu apoio da Petrobrás para fundar o Museu do Lajedo de Soledade, em Apodi. A construção se situa em uma das praças da cidade e a visita proporciona um bom conhecimento de geologia, além de painéis explicativos sobre a fauna que ali viveu, a arte rupestre, que é um dos principais atrativos turísticos do Lajedo, um pouco sobre as pesquisas realizadas na área, além de maquetes e utensílios de pedras utilizados pelos índios que habitavam a região. Artesãos da comunidade local replicam os desenhos que estão nos paredões do Lajedo em seus trabalhos, que também estão expostos e à venda no museu.

No momento, não há um incentivo ou patrocínio para continuidade dos treinamentos dos guias e investimentos no museu. Por enquanto, a visitação turística é que mantém as atividades no Lajedo, mas, a busca por patrocínios e apoios continua, na expectativa de valorização e preservação desse monumento geológico de grande importância para o Brasil.

No museu, há monitores que acompanham os visitantes até o Lajedo. O acesso se dá por estrada pavimentada e chegando ao local, a vista é fantástica. Uma enorme laje de cor acinzentada, recortada por ravinas, se destaca da vegetação de caatinga. Em alguns trechos, um riacho corre no fundo das fendas, contrastando com o clima árido e seco, e mantendo pequenos arbustos e árvores ainda verdes. Completam a vegetação os cactos e o xique-xique, que conseguem encontrar nutrientes mesmo no solo predominantemente rochoso.

A formação da rocha calcária acontece em fundo de mar, principalmente pela sedimentação de matéria orgânica. Na região do Lajedo de Soledade, essa rocha é das mais antigas do Brasil, tendo sido formada há 90 milhões de anos, quando os continentes africano e sul-americano ainda se encontravam unidos. A história geológica do Lajedo de Soledade passa ainda pelo soerguimento da região, erosão do solo e da rocha, até a fase atual, em que a cobertura carbonática se encontra exposta e sujeita às intempéries e erosão.

Há três áreas delimitadas para visitação no Lajedo, conhecidas por Araras, Urubu e Olho d’Água. Nos paredões e abrigos sob rocha podem ser observadas inúmeras pinturas rupestres, nas cores vermelho, amarelo e preto, obtidas através de materiais da região, como o óxido de ferro, sangue animas e gordura vegetal. As formas são variadas, com motivos da natureza, animais e formas geométricas. Uma das histórias contadas pelos monitores é que os desenhos com formato de mão são feitos quando o homem passa por uma provação, tendo, então, a permissão para deixar sua marca para a posteridade. Algumas pinturas estão mais escondidas, dentro de pequenas cavernas, como uma cena que remete à migração de pássaros, com um caminho de pegadas junto a um sol.

O observador mais atento encontrará diversas flores por entre as rochas, além de animais pequenos, como o calango, aranhas ou cobras, que também se escondem nas ravinas do lajedo. Segundo os painéis expostos no Museu do Lajedo de Soledade, os vestígios paleontológicos na região incluem restos de vertebrados quaternários, predominantemente mamíferos, que são encontrados nos sedimentos que preenchem as ravinas. Entre esses, foram identificados o bicho-preguiça gigante, o tatu gigante, mastodontes e tigres dente-de-sabre. Também são encontrados fósseis relacionados à fauna marinha, da formação geológica Jandaíra. Alguns desses fósseis estão situados no roteiro turístico de visitação ao Lajedo.

A visita ao Lajedo de Soledade, que dura em média 2 horas, é ideal para grupos de estudantes e de interessados em conhecer um pouco mais sobre a história geológica do sertão nordestino, além de histórias sobre os primeiros habitantes que viveram na região.

Outras atrações na região
Outras atrações nas cercanias de Apodi são a Gruta do Roncador, com 480 metros de extensão, indicada para quem já trabalha ou tem alguma experiência em cavernas, e a Barragem de Santa Cruz, segundo maior reservatório de água do Estado do Rio Grande do Norte, com 600 milhões de metros cúbicos.

Em Felipe Guerra, que fica a cerca de uma hora de carro de Apodi, há várias cavernas que podem ser visitadas, além de cachoeiras e olhos d’água, excelentes para se refrescar após um dia no sertão nordestino.

No caminho para Natal, pela estrada de Lages, destaca-se no meio de grande planície o Pico do Cabugi, com altitude de 500 metros, um neck sub-vulcânico que registra uma das mais jovens manifestações do magnetismo continental no Brasil.

Mais informações:

  • Museu do Lajedo – aberto de terça a domingo, das 7 às 12 horas e das 14 às 17 horas. Telefone: (84) 3333-1017.
    http://www.lajedodesoledade.org.br/
  • FONTE - 360 GRAUS
  • PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS

    PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS
    COM 20 BLOGS E 1780 LINKS

    STPM JOTA MARIA

    STPM JOTA MARIA
    HONESTIDADE, HUMILDADE E SINCERIDADE

    Quem sou eu

    BLOGS DO PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS

    ADAILTON JOSÉ TARGINO

    ADAILTON JOSÉ TARGINO
    EX-DIRETOR DA CIRETRAN DE APODI, NASCIDO EM 28-11-1973

    FRANCISCO HOLANDA TARGINO

    FRANCISCO HOLANDA TARGINO
    EX-VEREADOR E EX-DIRETOR DA ESCOLA MUNICIPAL FRANCISCO TARGINO, NASCIDO EM 10-04-1968

    GERALDO TARGINO

    GERALDO TARGINO
    EX-VEREADOR

    AILTON DEUZIMAR DE SOUZA

    AILTON DEUZIMAR DE SOUZA
    19-05-1969, EX-VEREADOR

    FRANCISCO DE FREITAS

    FRANCISCO DE FREITAS

    FRANCISCO TARGINO DA COSTA

    FRANCISCO TARGINO DA COSTA

    ANÍSIO DA COSTA

    ANÍSIO DA COSTA